BREVE HISTÓRIA DO BAURU

 

 

 

 
   Casimiro Pinto Neto nasceu em Bauru, em 5 de abril de 1914. Ingressou, em 1931, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco em São Paulo. Por estar na capital e ter nascido em Bauru, ganhou de seus colegas de faculdade o apelido de “Bauru”. Juntamente com outros estudantes, artistas e intelectuais, frequentava o restaurante Ponto Chic, no Largo Paissandu. Nas palavras de Casimiro, o sanduíche Bauru nasceu da seguinte maneira há aproximadamente 70 anos:

   “Era um dia em que eu estava com muita fome. Cheguei ao Ponto Chic e falei para o sanduicheiro Carlos:
– Abre um pão francês, tira o miolo e bota um pouco de queijo derretido dentro.
Depois disso, o Carlos já ia fechando o pão e eu falei:
– Calma, falta um pouco de albumina e proteína nisso. Bota umas fatias de rosbife junto com o queijo (eu tinha acabado de ler um livreto sobre a alimentação de crianças, que a carne era rica nesses dois elementos).
Ele já ia fechando de novo, quando eu tornei a falar:
– Falta a vitamina, bota aí umas fatias de tomate.
Quando eu estava comendo o segundo sanduíche, chegou o Quico – Antonio Boccini Junior –, que era muito guloso e pegou um pedaço do meu sanduíche e gostou. Daí ele gritou para o garçom, que era um russo chamado Alex:
– Me vê um desses do Bauru!
Os amigos foram experimentando e o nome foi ficando. Todos, quando iam pedir, falavam: ‘Me vê um do Bauru’. E assim ficou o nome de Bauru para o sanduíche”.